domingo, 29 de agosto de 2010

Aqui dentro



Olhar pra frente
Deixar tudo pra trás
Você consegue?
Alguém consegue?
Existe uma maneira de empacotar tudo, lacrar e guardar no fundo de um baú?
Não... não tem... a fórmula pra isso ainda não foi inventada.
Como se desvencilhar do que foi vivido?
Claro! A memória, única culpada... não nos deixa esquecer.
Aí alguém diz (assim como se fosse fácil):
Ah! Mas é só querer!!
Hum... ah é??
Eu quero, é o que mais quero... e quero muito!!
Mas isso não desprende de mim, não solta.
Não consigo dobrar e colocar na caixa, lacrar e encerrar no tal baú... soltar ao vento...
Definitivamente não dá.
E permanece ali... na verdade está aqui!!
Bem aqui dentro de mim...
Por mais que eu lute contra e resista e me debata e me angustie e grite!!!
Está lá pulsando!!
Uns dias mais, outros menos...
Fecho os olhos na tentativa de fugir.
Ledo engano... aí que te vejo diante de mim.
Mas... e onde estão seus olhos?
Pra onde eles olham agora?
Em que direção que não mais meu coração?
E o poeta insiste em me fazer pensar...
"Aonde está você agora além de aqui dentro de mim..."

27 comentários:

  1. De ler e sentir o coração apertar, pulsar e a mente se transportar. Está perfeito Edi, e marca tanto como a lembrança que não quer ir embora. Tudo aquilo que simplesmente não conseguimos deixar para trás, e fica aqui dentro pulsando...
    Parabéns linda!!!
    Quando sai o próximo?
    beijos,

    ResponderExcluir
  2. Meu DEUUUUUUUUUUUUUUS
    que texto é esse???? ADOREI!
    "Fecho os olhos na tentativa de fugir.
    Ledo engano... aí que te vejo diante de mim."

    Adorei mesmo!
    Parabéns!

    P.S a Imagem tbm é linda!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela sua sensibilidade que nos dá no espaço virtual.
    Retuíte seu post pra gente saber o que você transmite com tanta sensibilidade.
    Muito legal. Quero ver +...

    ResponderExcluir
  4. É horrível a sensação de querer que a mente, assim como o corpo, siga adiante e nada poder fazer pra obrigá-la a não lembrar do que for em momento qualquer. Desgasta (e muito mais do que ‘gostaríamos’). Mas me faz pensar em algo: e se pudéssemos controlar tudo? Principalmente as memórias que um dia foram boas (ou não) mas que fazem lembrar do nosso passado, da nossa história. Eu digo que detesto isto, de não poder me controlar, mas confesso que não queria que assim fosse, ter o domínio de tudo.

    Adorei o post!
    Esperando por mais.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo texto! =) De muita sensibilidade e bem escrito. Gostei!
    É complicado quando queremos esquecer algo e o fato fica lá, na memória, né?!
    Mas a memória, boa ou ruim, seja no sentido antropológico ou físico da palavra é o que nos compõe. Ela deve ficar lá onde está e ser canalizada para algo que nos complemente, uma extensão, uma linha de fuga, como seu texto.
    Belíssimo!
    Parabéns!!
    @TalithaMesquita

    ResponderExcluir
  6. Ai que dor...
    Entendo você melhor do que eu gostaria. Conheço de cor a dor do "querer mais do que tudo, mais do que a razão permite, mais do que o mundo aprovaria".
    É como ganhar um presente, mas ele não era seu...como uma droga de um engano, entregaram errado e agora não adianta querer.

    Dói demais.
    Dizem que passa...sei. ta. Até passar faz o que?
    Se descobrir me conta.
    Preciso saber.

    Beijos.
    M.

    ResponderExcluir
  7. Aí, você se espelha nas minhas profundas agonias e escreve...
    Acho que você compreende a minha dor. Teu texto, minha vida!

    ElmoSerra

    ResponderExcluir
  8. Agimos certo sem querer, foi só o tempo que errou. Vai ser difícil sem você, porque você está comigo o tempo todo e quando vejo o mar existe algo que diz que a vida continua e se entregar é uma bobagem, já que você não está aqui o que posso fazer é cuidar de mim... ♪

    ADOREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI O POEMA!!!

    ResponderExcluir
  9. maravilhosos seu texto, sem comentarios, vc esta inspiradissa e consegui descrever aquilo que muitos sente, isso é um dom, aproveite e nos presenteie com mais textos, quero ler todos!!!

    ResponderExcluir
  10. Que palavras doces e trabalhadas no coração.

    Parabéns pela sensibilidade do texto.

    ResponderExcluir
  11. Se você quer mesmo deixar pra trás, esse texto foi o primeiro passo.

    Parabéns pelo novo blog. :)

    bjo.

    ResponderExcluir
  12. Nada há nada a fazer para apagar da memória, a única alternativa é tentar conviver com a vontade de fugir e não conseguir....
    "Fecho os olhos na tentativa de fugir.
    Ledo engano... aí que te vejo diante de mim."
    Adoreeeeei!! Bem o que anda me atormentando essa semana...PARABÉNS!!! =)

    ResponderExcluir
  13. Parabens minha guria!!
    Destruiu no texto...
    como te disse, se fosse uns meses atrás esse texto me descreveria facil!!
    Adoro o seu jeito de escrever... tanto que escrevo assim!!
    Parabens de novo!!!

    ResponderExcluir
  14. Adorei...
    Não sei se é seu ou de outra pessoa, mas seja de quem for... quanta inspiração!
    Bjokas:D

    ResponderExcluir
  15. Que construção doída e elegante, onde nada é possível além de entregar-se a dor, na dignidade de sentí-la e honrá-la, passageira importante na nossa viajem da vida. Parabéns!

    ResponderExcluir
  16. LINDO, LINDO, LINDO!!! MUITO BEM ESCRITO, GOSTOSO DE LER E FORTE DE SENTIR!

    ResponderExcluir
  17. NÃO É só querer. Exige muita energia, dedicação, fortaleza -- coisas que a gente só consegue com o devido fechamento da história. Mas nem todas as histórias tem fechamento, não é mesmo? E é aí que somos realmente testados em nossa essência.

    Belíssima estréia, fiel amiga. Sucesso na nova empreitada, e continuemos escrevendo sempre. Faz bem!

    ResponderExcluir
  18. Belo texto... me sinto deste jeito... sem por nem tirar... e por isso bem perdida, angustiada e triste.

    tenso

    bjus

    ResponderExcluir
  19. perfeito !! parabéns pelo novo "filho"! adorei mesmo! to te seguindo e vou acompanhar sempre!
    beijão

    ResponderExcluir
  20. Tão verdadeira e pura.
    Esse mesmo poeta que traz inspiração resume assim esse texto lindo que você acrescentou seu sentimento.
    "Agimos certo sem querer, Foi só o tempo que errou. Vai ser difícil sem você,Porque você esta comigo O tempo todo...A vida continua e se entregar é uma bobagem."
    Parabéns!!!
    Beijos =*
    @Dreh_Butterfly

    ResponderExcluir
  21. Lindo texto, interessantíssimo o blog, seguindo...


    Hugo
    @hugopt
    www.hugopt.blogspot.com (SEM ANESTESIA)

    ResponderExcluir
  22. Obrigado, pelo comment lá no blog.
    Tô te seguindo no twitter tb
    Bj
    Hugo
    @hugopt
    www.hugopt.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Arroba - agora temos um broguinho. Vamos nos unir, publicar tudo num livro e dominar o mundo [Ops, parece que faltam alguns passos no meio da história..]

    Lindo texto. Super real. Acho que todo mundo se identifica. Sabe o que me deu? Saudade de me sentir assim.

    Parabéns e que venham novos textinhos.

    ResponderExcluir
  24. Concordo com a Lilian, acho que todo mundo se identifica com o texto.
    Só que, ao contrário dela, não tenho nenhuma saudade de me sentir assim.
    ;))

    ResponderExcluir
  25. Virei seu fã depois de ler este! Palmas para a artista!

    ResponderExcluir