terça-feira, 2 de outubro de 2012

Do céu ao inferno e de volta outra vez



Hoje senti emoções que me levaram do céu ao inferno.
E senti raiva, e me revoltei.
E a revolta foi comigo mesma, em 90% do tempo.
Tive vontade de esganar.
Eu tenho um grande amigo, que me ajuda mais ainda a ver a verdade, e que eu nem tinha razão pra tanta revolta, afinal eu fiz uma escolha. Esses são os verdadeiros amigos.
Mas hoje eu pedi pra ele não me mostrar o que eu sabia que era a verdade, só por hoje eu quis que passasse a mão na minha cabeça e falasse que ia passar.
Foi duro pra ele, também foi pra mim.
O tempo foi passando e aquilo fica ali batendo na sua cabeça.
Mas aos poucos foi arrefecendo.
Aos poucos foi diminuindo... passar tudo não passou...
Nada que carinho, cola, pincel, linha e afins não resolvam na minha vida.

sábado, 31 de março de 2012

Não sei...


A cabeça roda
Não sinto mais o chão
É tudo surreal
Ou irreal?
Não sei... mal sei meu nome
Os dias passam
Vagarosamente... cruelmente
Não sei se vou ou se fico
Não sei se grito ou corro
Uma incerteza pungente
Uma inconstância que assola
Eu aqui...
Você... cadê?