sábado, 31 de março de 2012

Não sei...


A cabeça roda
Não sinto mais o chão
É tudo surreal
Ou irreal?
Não sei... mal sei meu nome
Os dias passam
Vagarosamente... cruelmente
Não sei se vou ou se fico
Não sei se grito ou corro
Uma incerteza pungente
Uma inconstância que assola
Eu aqui...
Você... cadê?

Nenhum comentário:

Postar um comentário